Pular para o conteúdo principal

HALLOWEEN DO SACI

O QUE É HALLOWEEN?


Halloween (também conhecido como Dia das Bruxas) é o nome de uma celebração muito popular em alguns países de língua anglo-saxônica (especialmente nos EUA) cujo significado se refere à noite sagrada de 31 de Outubro, véspera do feriado religioso “Dia de Todos os Santos”.
A tradição do Halloween foi levada pelos irlandeses para Estados Unidos, onde a festa é efusivamente comemorada. Os símbolos principais são as fantasias de bruxas e a abóbora com feições humanas iluminada através de uma vela acesa.

No Brasil também se comemora o Halloween em festas particulares, principalmente em casas noturnas. Mas não atrai forte adesão popular como nos Estados Unidos e outros países.
Segundo alguns autores, uma das origens do Halloween pode ter ocorrido entre o povo celta, através das festividades pagãs do fim do período de verão e início do inverno, o “Festival de Samhain”, que acontecia no final do mês de Outubro. Acreditava-se que nesta data, os espíritos dos mortos regressavam para visitar as suas casas e também poderiam surgir assombrações para amaldiçoar os animais e as colheitas. Todos os símbolos utilizados pelos celtas tinham como objetivo afastar os maus espíritos.

A origem católica do Halloween coincide com a festa de Todos os Santos sendo determinado pela Igreja Católica o dia 1 de Novembro para as celebrações. No dia 31 de Outubro acontecia uma vigília de preparação denominada “All Hallow’s Eve” (Véspera de Todos os Santos). Após transformações, a expressão permaneceu na sua forma atual.
O QUE É O DIA DO SACI?


Esqueça o Halloween: hoje, 31 de outubro, é Dia do Saci. Isso. Do saci.
A data comemorativa foi criada há menos de uma década para exaltar o folclore brasileiro, em oposição ao feriado do Dia das Bruxas, festejado nos Estados Unidos e em outros países de língua inglesa. A ideia é chamar atenção para as lendas nacionais que são pouco difundidas nos dias de hoje. Existe até uma organização sobre o tema, a Sociedade dos Amigos do Saci (Sosaci), que tem 1.100 integrantes.
Claro, a festividade não é para ser levada tão a sério. O grupo nasceu em 2003 entre pessoas que estudam o saci e outros mitos. Alguns associados, aliás, juram ter visto a criatura. Naquele mesmo ano, dois projetos de lei de autoria de Ângela Guadagnin e Aldo Rebelo foram propostos para instituir o Dia do Saci no calendário oficial, mas ficaram arquivados.
O Estado de São Paulo, no entanto, oficializou a data com a Lei nº 11.669, de 13 de janeiro de 2004, e outros dez municípios fizeram o mesmo: São Paulo, São Luiz do Paraitinga, São José do Rio Preto, Guaratinguetá e Embu das Artes (SP); Vitória (ES); Poços de Caldas e Uberaba (MG); e Fortaleza e Independência (CE).
Nas redes sociais, a data já parece ter “colado”. O saci entrou na lista de assuntos mais comentados do Twitter. Junto com o Halloween, claro.



A PROFª FABIANA (ED.FÍSICA) E A PROFª  EDILENE (DIRETORA ADJUNTA)  FIZERAM NO DIA 31 O 
HALLOWEEN DO SACI




 PARTICIPARAM AS TURMAS: EI - 31, 
EI - 11, EI - 12, EI - 21, CLASSES ESPECIAIS 1 E 2 E PROJETO BROTINHO




FOI EXPLICADO O QUE ERA O HALLOWEEN E O DIA DO SACI, QUE FOI LINDAMENTE INTERPRETADO PELO ALUNO 
GABRIEL (T. 1401)



DEPOIS ASSISTIRAM AO FILME "BRUXARIAS NO ANIVERSÁRIO" (TURMA DA MÔNICA) E BRINCARAM DE DANÇA DA VASSOURA





 DANÇA DA ESTÁTUA MONSTRO, DANÇA DAS CAVEIRAS, PELARAM COMO O SACI, COLOCARAM A MÃO  NO CALDEIRÃO DA BRUXA,




E, PARA FINALIZAR, COMERAM PIPOCA E TOMARAM O "DRINK DO DRÁCULA" (SODA, GROSÉLIA E DENTADURA DE BALA)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIA DO ÍNDIO - ED. INFANTIL, CRECHE E ARTES

O DIA DO ÍNDIO FOI COMEMORADO COM MUITA ALEGRIA NO CIEP. A EDUCAÇÃO INFANTIL DANÇOU AO SOM DE MÚSICAS QUE FALAVAM DOS HÁBITOS E COSTUMES DOS INDÍGENAS NA EDUCAÇÃO FÍSICA, FIZERAM LINDOS INDIOZINHOS COM AS MÃOZINHAS PINTADAS DE GUACHE, PINTARAM O ROSTO E COLOCARAM O COCAR. ERAM VERDADEIROS GUERREIROS DA ALEGRIA. CONFIRA ABAIXO COMO FOI DIVERTIDO!


A PROFESSORA DE ARTES BETE FEZ COM SEUS ALUNOS COLARES E CORDÕES INDÍGENAS E UTILIZOU DE MATERIAL CORDÃO ENCERADO E CAPAS DE REVISTA E ENCARTES. (clique nas fotos para ampliar)
A PROFESSORA DE ARTES MÁRCIA GIOVANA PRODUZIU COM SEUS ALUNOS IMITAÇÕES DE MÁSCARAS INDÍGENAS UTILIZANDO DE MATERIAL PRATO DE PAPELÃO, PAPEL CREPOM E GUACHE.



















 TRABALHO SOBRE TRANÇADO INDÍGENA,




















 E PINTURAS DO DIA A DIA DOS ÍNDIOS COM GUACHE.

DIA DO CIRCO - EDUCAÇÃO INFANTIL

História do circo
O circo é uma expressão artística, parte da cultura popular, que visa a diversão e o entretenimento dos espectadores.

Há referências sobre o circo desde a antiguidade. Durante o Império Romano, por exemplo, grupos de pessoas ganhavam a vida fazendo apresentações na rua, nas casas de famílias nobres ou até mesmo em arenas destinadas às apresentações (anfiteatros).

Na Idade Média, grupos de malabaristas, artistas de teatro e bufões (comediantes) viajavam pelas cidades da Europa com suas apresentações.

Porém, foi somente em 1769 que o circo ganhou o formato que temos atualmente. Neste ano, o inglês Philip Astley organizou as apresentações circenses, destinando também uma tenda de lona para as apresentações. Estas seriam itinerantes (com mudança constante do local de apresentação). Embora enfrentem um período de crise na atualidade, os circos ainda fazem sucesso, principalmente nas reuniões do interior do Brasil. As apresentações contam com palhaços, shows musicais, malabaris…

1° DE SETEMBRO - DESFILE CÍVICO

Para discutirmos o sentido do Desfile Cívico de 7 de setembro precisamos realizar uma contextualização histórica em relação aos usos e significados que foram sendo atribuídos a este evento, bem como contextualizá-lo em relação a quatro conceitos os quais, embora muito semelhantes quanto ao seu uso na linguagem cotidiana, guardam especificidades, e que são NACIONALISMO, PATRIOTISMO, CIVISMO e CIDADANIA.





Comemorações do 7 de setembro aconteciam, de maneira relativamente informal e espontânea, desde a proclamação da República (1889) e originalmente havia apenas um Desfile Militar nas capitais, até porque os primeiros governos republicanos não haviam definido se a grande data nacional seria esta, o 15 de novembro, data da Proclamação da República ou o 21 de abril, dia de Tiradentes.







Foi no primeiro governo de Getúlio Vargas que os estudantes e algumas agremiações e Sindicatos foram agregados ao Desfile.

A “era Vargas”, muito embora possa ser dividida em 3 partes (governo ditatorial, de 1930-…