Pular para o conteúdo principal

18/03 - DIA INTERNACIONAL DA PAZ



Diretora Denise Gallier
 No dia 18/03 comemoramos o Dia Internacional da Paz, este dia foi criado há 25 anos pela Organização das Nações Unidas (ONU), como um dia de cessar-fogo e de não violência em todo mundo, porém a finalidade de se celebrar este dia não é apenas para que as pessoas pensem na Paz, mas sim que façam algo a favor da Paz.
DIRETORA DENISE GALLIER
TRABALHOS FEITOS PELOS ALUNOS
(clique nas imagens para ampliar)














VOCÊ!







CELEBRAÇÃO PELA PAZ
Na quadra da UE a Comunidade Escolar se reuniu para uma Celebração pela Paz onde alunos, professores, funcionários e responsáveis se uniram com a intenção de propagar o Projeto Político Pedagógico: PAZ SEM FRONTEIRAS.


É Hora de Paz

E fez-se então, a hora da paz
Os povos calaram-se
simultaneamente
E ouviram a voz das águas
Das montanhas, da natureza
Dos animais, e nada mais
O ar soprou forte
Fazendo folhas rodopiarem
Ninguém agiu nem falou
Ninguém se moveu

E então,
A humanidade entrou
Na imensidão do silêncio
E vivenciou
A mais perfeita paz
Naquela hora
Nenhuma arma foi acionada
Nenhuma máquina foi ligada
Nenhuma agressão foi cometida
Nenhuma sirene soou
Nenhum alarme disparou
Apenas funcionava
O que da vida cuidava
E, pela primeira vez
A humanidade conheceu a paz


 Minutos antes de terminar
Todos estavam armados
Com uma pequena semente
Que ao soar o sinal programado
Foram lançadas à terra

Em todo o mundo
A paz foi semeada
Na Terra
E no coração
De cada um



O sábio que profetizou
A hora da paz
Proclamou à humanidade:
E uma nova linguagem há de vir
Há de vir para ficar
Que traduz união
Justiça, igualdade
É a linguagem da paz


Somos todos irmãos
Somos todos iguais
Somos filhos da Terra
do Sol, da Água, do Ar
Somos todos peregrinos
Por esta Terra a viajar
Entrando para o novo milênio
Com a mais intensa missão
A missão de promover a paz

Uma nova linguagem
Há de vir
Há de vir para pacificar
Que traduz a Fé
A esperança, o amor
É a linguagem da paz
Que será falada, sentida, cantada
De norte a sul, de leste a oeste
Em todo planeta terrestre



Ecoará pelos confins da alma
E se expandirá pelo imenso universo
É a linguagem da paz
Que todos conhecerão
Que virá de dentro de cada ser





Para promover a união
Até que um só povo
Um povo multicor
De mãos dadas dançará
Entoando a mais bela canção
Todos a uma só voz
Unidos
Em nome da PAZ



























Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

20 de Abril - MONTEIRO LOBATO

A 8ª CRE REALIZOU UMA EXPOSIÇÃO EM HOMENAGEM AO DIA DO LIVRO COMEMORADO NO ÚLTIMO DIA 18 DE ABRIL COM O TEMA: "MONTEIRO LOBATO: ONTEM, HOJE, SEMPRE"
O ENCONTRO REUNIU VÁRIAS ESCOLAS DA 8ªCRE RESULTANDO NA APRESENTAÇÃO DE VÁRIO TRABALHOS REALIZADOS PELAS SALAS DE LEITURA DAS ESCOLAS.
DANÇA, TEATRO, MAQUETES, LIVROS, TEXTOS, CARTAZES FORAM ALGUMAS FORMAS DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS.
CONFIRA UM POUCO DO QUE ROLOU.


















DIA DO ÍNDIO - ED. INFANTIL, CRECHE E ARTES

O DIA DO ÍNDIO FOI COMEMORADO COM MUITA ALEGRIA NO CIEP. A EDUCAÇÃO INFANTIL DANÇOU AO SOM DE MÚSICAS QUE FALAVAM DOS HÁBITOS E COSTUMES DOS INDÍGENAS NA EDUCAÇÃO FÍSICA, FIZERAM LINDOS INDIOZINHOS COM AS MÃOZINHAS PINTADAS DE GUACHE, PINTARAM O ROSTO E COLOCARAM O COCAR. ERAM VERDADEIROS GUERREIROS DA ALEGRIA. CONFIRA ABAIXO COMO FOI DIVERTIDO!


A PROFESSORA DE ARTES BETE FEZ COM SEUS ALUNOS COLARES E CORDÕES INDÍGENAS E UTILIZOU DE MATERIAL CORDÃO ENCERADO E CAPAS DE REVISTA E ENCARTES. (clique nas fotos para ampliar)
A PROFESSORA DE ARTES MÁRCIA GIOVANA PRODUZIU COM SEUS ALUNOS IMITAÇÕES DE MÁSCARAS INDÍGENAS UTILIZANDO DE MATERIAL PRATO DE PAPELÃO, PAPEL CREPOM E GUACHE.



















 TRABALHO SOBRE TRANÇADO INDÍGENA,




















 E PINTURAS DO DIA A DIA DOS ÍNDIOS COM GUACHE.

06 DE MAIO - 1ª REUNIÃO DE RESPONSÁVEIS - 1º BIMESTRE

A DIRETORA DA UE, DENISE GALLIER, INICIOU A REUNIÃO LENDO A CARTA ENVIADA PARA TODAS AS ESCOLAS DO SENHOR SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CESAR BENJAMIN
AQUI É UM LUGAR DE PAZ
"O direito à vida é o primeiro e mais importante direito de todos. Os profissionais da educação, os pais e responsáveis, as crianças e jovens estão se mobilizando para defendê-lo. 
Começaremos pelas nossas escolas, dizendo em toda a rede que “Aqui é um lugar de paz”. Cada escola está chamada a rever seus valores e práticas, para que seja, de fato, um espaço de convivência sadia entre todos os que a frequentam. 
Queremos uma escola sem violência, sem humilhações, sem racismo, sem preconceitos, sem drogas, em que todos se sintam bem.
Levaremos o movimento à sociedade, pedindo paz e justiça social. O Rio de Janeiro está cansado de uma guerra que ameaça e prejudica todos os seus moradores.
A difícil situação que vivemos hoje foi construída ao longo de muitos anos. Não terminaremos com ela da noite para o dia. S…