Pular para o conteúdo principal

1° DE SETEMBRO - DESFILE CÍVICO



Para discutirmos o sentido do Desfile Cívico de 7 de setembro precisamos realizar uma contextualização histórica em relação aos usos e significados que foram sendo atribuídos a este evento, bem como contextualizá-lo em relação a quatro conceitos os quais, embora muito semelhantes quanto ao seu uso na linguagem cotidiana, guardam especificidades, e que são NACIONALISMO, PATRIOTISMO, CIVISMO e CIDADANIA.






Comemorações do 7 de setembro aconteciam, de maneira relativamente informal e espontânea, desde a proclamação da República (1889) e originalmente havia apenas um Desfile Militar nas capitais, até porque os primeiros governos republicanos não haviam definido se a grande data nacional seria esta, o 15 de novembro, data da Proclamação da República ou o 21 de abril, dia de Tiradentes.








Foi no primeiro governo de Getúlio Vargas que os estudantes e algumas agremiações e Sindicatos foram agregados ao Desfile.


A “era Vargas”, muito embora possa ser dividida em 3 partes (governo ditatorial, de 1930-1934, governo democrático, 1934-1937 e Estado Novo, 1937-1945), no seu conjunto significa um momento de afirmação do NACIONALISMO, o qual encontrava-se exacerbado na época, em nível global.






 









Na essência, o nacionalismo é uma ideia, surgida após a Revolução Francesa (1789) sendo que em sentido estrito, seria um sentimento de valorização marcado pela aproximação e identificação com uma nação.


O conceito de Nação, por sua vez, traz consigo valores positivos como a língua e a cultura, o sentimento Nacional, a defesa do território, mas, a exacerbação do nacionalismo, leva à xenofobia (ódio aos estrangeiros) e até a perseguição das “minorias” (pois não compactuariam dos “valores e sentimentos nacionais” da maioria) como aconteceu no nazismo e no fascismo.





















O Dia da Pátria, 7 de setembro, só foi tornado feriado Nacional através da Lei 662, de 6 de abril de 1949, quando o Presidente do Brasil era o General Eurico Gaspar Dutra.

QUER SABER MAIS?


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIA DO ÍNDIO - ED. INFANTIL, CRECHE E ARTES

O DIA DO ÍNDIO FOI COMEMORADO COM MUITA ALEGRIA NO CIEP. A EDUCAÇÃO INFANTIL DANÇOU AO SOM DE MÚSICAS QUE FALAVAM DOS HÁBITOS E COSTUMES DOS INDÍGENAS NA EDUCAÇÃO FÍSICA, FIZERAM LINDOS INDIOZINHOS COM AS MÃOZINHAS PINTADAS DE GUACHE, PINTARAM O ROSTO E COLOCARAM O COCAR. ERAM VERDADEIROS GUERREIROS DA ALEGRIA. CONFIRA ABAIXO COMO FOI DIVERTIDO!


A PROFESSORA DE ARTES BETE FEZ COM SEUS ALUNOS COLARES E CORDÕES INDÍGENAS E UTILIZOU DE MATERIAL CORDÃO ENCERADO E CAPAS DE REVISTA E ENCARTES. (clique nas fotos para ampliar)
A PROFESSORA DE ARTES MÁRCIA GIOVANA PRODUZIU COM SEUS ALUNOS IMITAÇÕES DE MÁSCARAS INDÍGENAS UTILIZANDO DE MATERIAL PRATO DE PAPELÃO, PAPEL CREPOM E GUACHE.



















 TRABALHO SOBRE TRANÇADO INDÍGENA,




















 E PINTURAS DO DIA A DIA DOS ÍNDIOS COM GUACHE.

1302 - REDESCOBRINDO O BRASIL - PROFª CARMEM LÚCIA

A PROFª CARMEM LÚCIA VEM TRABALHANDO COM SEUS ALUNOS O DESCOBRIMENTO DO BRASIL E TODOS OS TIPOS DE CULTURA QUE AQUI CHEGARAM. UTILIZANDO COMO AMBIENTES A SALA DE AULA E A SALA DE LEITURA, ELA TRABALHOU A CHEGADA DOS NEGROS NO BRASIL E SUA CULTURA. LEU PARA ELES LIVROS COM CONTOS E LENDAS AFRICANAS, MOSTROU O MAPA DO MUNDO LOCALIZANDO ONDE FICA O CONTINENTE AFRICANO E O CAMINHO QUE ELES PERCORRERAM ATÉ CHEGAR NO BRASIL TRAZIDOS COMO ESCRAVOS PELOS PORTUGUESES. ASSIM COMO SUAS COMIDAS, DANÇAS E RELIGIÃO.
FEZ UMA BELÍSSIMA REFLEXÃO SOBRE A DISCRIMINAÇÃO E UM DEBATE PARA SABER QUEM ERA NEGRO OU BRANCO NA TURMA, ONDE ELES DESCOBRIRAM QUE MESMO O ALUNO COM A PELE MAIS CLARINHA, TINHA CARACTERÍSTICAS DA RAÇA NEGRA, POIS EM SUA FAMÍLIA HAVIA DESCENDENTES NEGROS .
ISSO É SÓ O COMEÇO. ACOMPANHE NOSSO BLOG, POIS ESSE MARAVILHOSO PROJETO AINDA NÃO TERMINOU.
CONFIRA COMO FOI A CONFECÇÃO DAS MÁSCARAS AFRICANAS. (CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR)

As Máscaras Africanas povoam há milênios o imaginário de grand…

ABRIL: DIA DO ÍNDIO E DESCOBRIMENTO DO BRASIL

CLASSES ESPECIAIS 1 E 2  METENDO A MÃO NA MASSA, OU MELHOR NA ARGILA














MAQUETE EI-11




CARTAZ 1202
RECICLAGEM CARAVELAS FEITAS COM ROLO DE PAPEL HIGIÊNICO

SALA DE LEITURA
TEXTO COLETIVO COM AS TURMAS EI-11 E 12 E EI 21 E 22