Pular para o conteúdo principal

CIEP ARACY DE ALMEIDA (CANTORA) NO COMBATE AO AEDES AEGYPTI

O Combate à Dengue é uma responsabilidade dos órgãos públicos e de toda população. O mosquito da dengue (aedes aegypti) se reproduz em qualquer lugar que houver condições propícias (água parada limpa ou pouco poluída). A conscientização da população e a tomada de medidas são de fundamental importância para a redução e, quem sabe, a erradicação desta doença do Brasil.

ESTAMOS DE OLHO!!!!

EI - 11



Medidas de Combate à dengue (para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do aedes aegypti)

- Não deixar água parada em pneus fora de uso. O ideal é fazer furos nestes pneus para evitar o acúmulo de água;

- Não deixar água acumulada sobre a laje de sua residência;

- Não deixar a água parada nas calhas da residência. Remover folhas, galhos ou qualquer material que impeça a circulação da água.

- A vasilha que fica abaixo dos vasos de plantas não pode ter água parada. Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia;

- Caixas de água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água;

- Vasilhas que servem para animais (gatos, cachorros) beber água não devem ficar mais do que um dia com a água sem trocar;

- As piscinas devem ter tratamento de água com cloro (sempre na quantidade recomendada). Piscinas não utilizadas devem ser desativadas (retirar toda água) e permanecer sempre secas;

- Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo (fechado).

- Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada;

- As bromélias costumam acumular água entre suas folhas. Para evitar a reprodução do mosquito, o ideal é regar esta planta com uma mistura de 1 litro de água e uma colher de água sanitária.

- Sempre que observar alguma situação (que você não possa resolver), avisar imediatamente um agente público de saúde para que uma medida eficaz seja tomada. 







TURMA EI-11 CUIDANDO DA PRESERVAÇÃO DA ÁGUA SEM ESQUECER DO COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

28 de SETEMBRO - TEATRO DA CEG

O CIEP TEVE A HONRA DE RECEBER UM MARAVILHOSO TEATRO E UMA PALESTRA EDUCATIVA DA COMPANIA ESTADUAL DE GÁS. NOSSO ALUNOS AMARAM!!! CONFIRA COMO FOI. "MANUAL PARA UM FUTURO LEGAL"




CURTAM  A PÁGINA DELES NO FACEBOOK https://www.facebook.com/manualparaofuturolegal/?ref=br_tf













E SE VOCÊ PERDEU O TEATRO OU FICOU COM CURIOSIDADE ASSISTA EM  http://www.manualparaofuturolegal.com.br/

DIA DO ÍNDIO - ED. INFANTIL, CRECHE E ARTES

O DIA DO ÍNDIO FOI COMEMORADO COM MUITA ALEGRIA NO CIEP. A EDUCAÇÃO INFANTIL DANÇOU AO SOM DE MÚSICAS QUE FALAVAM DOS HÁBITOS E COSTUMES DOS INDÍGENAS NA EDUCAÇÃO FÍSICA, FIZERAM LINDOS INDIOZINHOS COM AS MÃOZINHAS PINTADAS DE GUACHE, PINTARAM O ROSTO E COLOCARAM O COCAR. ERAM VERDADEIROS GUERREIROS DA ALEGRIA. CONFIRA ABAIXO COMO FOI DIVERTIDO!


A PROFESSORA DE ARTES BETE FEZ COM SEUS ALUNOS COLARES E CORDÕES INDÍGENAS E UTILIZOU DE MATERIAL CORDÃO ENCERADO E CAPAS DE REVISTA E ENCARTES. (clique nas fotos para ampliar)
A PROFESSORA DE ARTES MÁRCIA GIOVANA PRODUZIU COM SEUS ALUNOS IMITAÇÕES DE MÁSCARAS INDÍGENAS UTILIZANDO DE MATERIAL PRATO DE PAPELÃO, PAPEL CREPOM E GUACHE.



















 TRABALHO SOBRE TRANÇADO INDÍGENA,




















 E PINTURAS DO DIA A DIA DOS ÍNDIOS COM GUACHE.

1° DE SETEMBRO - DESFILE CÍVICO

Para discutirmos o sentido do Desfile Cívico de 7 de setembro precisamos realizar uma contextualização histórica em relação aos usos e significados que foram sendo atribuídos a este evento, bem como contextualizá-lo em relação a quatro conceitos os quais, embora muito semelhantes quanto ao seu uso na linguagem cotidiana, guardam especificidades, e que são NACIONALISMO, PATRIOTISMO, CIVISMO e CIDADANIA.





Comemorações do 7 de setembro aconteciam, de maneira relativamente informal e espontânea, desde a proclamação da República (1889) e originalmente havia apenas um Desfile Militar nas capitais, até porque os primeiros governos republicanos não haviam definido se a grande data nacional seria esta, o 15 de novembro, data da Proclamação da República ou o 21 de abril, dia de Tiradentes.







Foi no primeiro governo de Getúlio Vargas que os estudantes e algumas agremiações e Sindicatos foram agregados ao Desfile.

A “era Vargas”, muito embora possa ser dividida em 3 partes (governo ditatorial, de 1930-…